sábado, 28 de maio de 2016

A vida de Jesus: Na estrada de Emaús

Ao final da tarde daquele mesmo dia da ressurreição, dois discípulos de Jesus seguiam pela estrada de Emaús, pequeno povoado cerca de doze quilômetros de Jerusalém. Iam perplexos por causa dos últimos acontecimentos e principalmente pelas notícias trazidas pelas mulheres que tinham visto os anjos e Jesus após a ressurreição.  Voltavam para casa a fim de meditar e orar na esperança de obter alguma luz em relação àquela questões que lhes pareciam tão obscuras. À medida que avançavam no caminho, um Estranho aproximou-Se e uniu-Se a eles na caminhada; porém, iam tão absortos na conversa que mal notaram Sua presença. Tão grande era a aflição e mágoa daqueles homens que iam chorando pelo caminho. O coração compassivo de Jesus viu ali uma tristeza que podia consolar. Disfarçado de estrangeiro começou a conversar com eles. “Os seus olhos, porém, estavam como que impedidos de O reconhecer. Então, lhes perguntou Jesus: Que é isso que vos preocupa e de que ides tratando à medida que caminhais? E eles pararam entristecidos. Um, porém, chamado Cleopas, respondeu, dizendo: És o único, porventura, que, tendo estado em Jerusalém, ignorais as ocorrências destes últimos dias? Ele lhes perguntou: Quais? E explicaram: O que aconteceu a Jesus, o Nazareno, que era varão profeta, poderoso em obras e palavras, diante de Deus e de todo o povo.” Lucas 24:16-19. Então lhe contaram o que havia acontecido e repetiram o relato trazido pelas mulheres que haviam estado no túmulo naquela mesma manhã. Disse-lhes então Jesus: “Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura, não convinha que o Cristo padecesse e entrasse na Sua Glória? E, começando por Moisés, discorrendo por todos os profetas, expunha-lhes o que a Seu respeito constava em todas as Escrituras.” Lucas 24:25-27. Os discípulos silenciaram de espanto e alegria. Não se aventuravam a perguntar ao estranho quem era Ele. Ouviam ansiosos enquanto Ele lhes explicava a missão de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário